Director Carlos Rosado de Carvalho

Segunda fase da Marginal custará mais de 142 milhões USD

Segunda fase da Marginal custará mais de 142 milhões USD

A via, numa extensão de 7,8 quilómetros, vai desanuviar o trânsito na Samba e prevê um viaduto, com uma intersecção desnivelada.

O Governo angolano relançou, esta semana, a segunda fase de construção da zona sudeste da via Marginal de Luanda, troço Praia do Bispo/Corimba, que durará 18 meses e custará mais de 142 milhões USD. A obra da Direcção Nacional de Infraestruturas Públicas (DNIP), a cargo de uma empreiteira chinesa, compreende uma extensão de 7,8 quilómetros e, a par da via Marginal sudeste, abrange igualmente a reabilitação das vias de acesso ao longo das valas de drenagem.

Após a conclusão da fase inicial, há quatro anos, relançada agora pelo ministro da Construção e Obras Públicas de Angola, Manuel Tavares de Almeida, a obra conta também com a construção do viaduto na intersecção da via marginal sudoeste com a estrada da Samba e de uma passagem aérea de peões.

O valor global do contrato, que prevê igualmente o realojamento das famílias que se encontram ao longo do perímetro do projecto, é de 142,3 milhões USD, em que parte do financiamento está já garantida, disse aos jornalistas o ministro da Construção e Obras Públicas.


(Leia o artigo integral na edição 487 do Expansão, de sexta-feira 24 de Agosto de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i