Director Carlos Rosado de Carvalho

KISS

KISS

A tendência do ser humano é para complicar tudo o que é simples, dificultando a vida e tornando tudo mais difícil.

A complexidade da gestão, bem como os problemas da vida, levam- nos a maior parte das vezes a complicar, dramatizar ou mesmo bloquear ao primeiro obstáculo.

Pior do que isso, tudo o que fazemos é regra geral extenso, difícil de entender, ou apenas feito para nós.

Nas empresas, como no dia-a-dia, há que simplificar e, mais do que isso, saber criar valor acrescentado em tudo o que fazemos, sendo de tal forma claros que todos nos entendem.

De igual modo, na gestão quotidiana, bem como na relação com os clientes, tudo deve ser simples e acessível, diria mais "amigável". Escrevo-vos hoje sobre o conceito KISS, uma filosofia que se centra na genialidade da simplicidade.

KISS é um acrónimo que significa "keep it simple and stupid", pretendendo significar, manter curto e simples, simples e directo, inteligente e simples.

Nesta abordagem, deixaria a minha versão simplificada, "keep it simple and switable", significando, manter simples e agradável, aceitável, reconhecível, sempre acrescentando a palavra fácil. (...)


(Leia o artigo integral na edição 488 do Expansão, de sexta-feira 31 de Agosto de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i