Director Carlos Rosado de Carvalho

Os banqueiros e empresários no "núcleo duro" de João Lourenço

Os banqueiros e empresários no "núcleo duro" de João Lourenço
Foto: Quintiliano dos Santos

Com a saída de José Eduardo dos Santos da liderança do MPLA, também deixaram o Bureau Político velhos rostos do empresariado e da banca comercial nacional. O órgão máximo do partido tem novos rostos, está mais novo e elegeu, pela primeira vez, uma mulher para a vice-presidência.

Quatro banqueiros, três empresários e quatro economistas fazem parte do novo Bureau Político (BP) do MPLA, que conta com 55 membros, eleito durante uma reunião do Comité Central, que ocorreu horas após o Congresso Extraordinário, no qual João Lourenço era o candidato único à sucessão de José Eduardo dos Santos na liderança do partido no poder.

Entre os membros do BP, destaque para o advogado Carlos Maria Feijó, accionista do Finibanco Angola (FNB), que, apesar de ter sobrevivido à saída em bloco do núcleo duro de Eduardo dos Santos da cúpula dirigente do MPLA, foi afastado do secretariado, onde ocupava o cargo de secretário para a Reforma do Estado, Administração Pública e Autarquias.

Os restantes banqueiros são Isaac Maria dos Anjos, com participações no Banco Comercial Angolano (BCA), o líder do Grupo Parlamentar, Salomão Xirimbimbi, também accionista do BCA, e o ex-governador do Moxico e actual ministro dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, João Ernesto dos Santos "Liberdade", que detém 5% do Banco Yetu, fundado por Elias Piedoso Chimuco, membro do Comité Central do MPLA. (...)


(Leia o artigo integral na edição 490 do Expansão, de sexta-feira 14 de Setembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i