Director Carlos Rosado de Carvalho

Moçambique na rota dos planos de expansão da cadeia Marriott em África até 2023

Moçambique na rota dos planos de expansão da cadeia Marriott em África até 2023
Foto: D.R.

Além do Marriott, o Accord e o Hilton são cadeias internacionais com planos de expansão para África. A Accord projecta investir mil milhões USD na região de África Subsaariana, e o Hilton aposta no segmento de luxo.

A cadeia norte-americana Marriott, dona do Ritz-Carlton e do Sheraton, anunciou planos para duplicar até 2023, a sua oferta de quartos em África, num plano de expansão que prevê a criação de 100 novos hotéis e 20.000 quartos em seis países, entre os quais Moçambique.

O Marriott, que opera em 122 países com 30 marcas, é uma das cadeias internacionais que estão a apostar em África, onde está presente em 21 países. A cadeia projecta abrir novas unidades no Benin, Botswana, Costa do Marfim, Mauritânia, Moçambique e Senegal, elevando a sua oferta para 200 hotéis e 38.000 quartos.

Para além disso, pretende reforçar a sua presença no Gana, Quénia, Marrocos e África do Sul, com a construção de cinco novos projectos que impulsionarão investimentos superiores a 250 milhões USD, anunciou Alex Kyriakidis, presidente executivo da cadeia na região de África e Médio Oriente.

A AccorHotels, maior operador no sector da hoteleira em África, também projecta incrementar a presença no continente, bem como o Hilton, o Hyatt e a Radission, impulsionados pela procura por marcas de referência global e por oportunidades de reconversão, refere a Reuters. (...)


(Leia o artigo integral na edição 495 do Expansão, de sexta-feira 19 de Outubro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i