Director Carlos Rosado de Carvalho

Conselho de Ministros aprecia proposta de OGE 2019 de 11,2 biliões Kz

Conselho de Ministros aprecia proposta de OGE 2019 de 11,2 biliões Kz
Foto: ARQUIVO
EXPANSÃO

Foram vários os instrumentos apreciados na 10.ª reunião do conselho de ministros. Avisos do BNA, instrumentos juridicos para o repatriamento coercivo e perda alargada de bens, estiveram em cima da mesa.

O conselho de ministros apreciou esta semana a proposta do Governo para o Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2019, com receitas e despesas estimadas em 11,2 biliões Kz, avançou a Angop.

A proposta de Lei do OGE 2019 tem que entrar na Assembleia Nacional até 31 de Outubro e, face ao orçamento de 2018, perspectiva um aumento de 15% nas despesas e receitas face aos 9,6 biliões Kz de 2018.

Na semana passada, a equipa económica do Governo participou num encontro com os parceiros sociais para discussão pública sobre a proposta do OGE. A secretária de Estado para o Orçamento, Aia Eza da Silva, anunciou, na ocasião, que a receita petrolífera para 2019 está projectada com base numa produção anual de 608,6 milhões de barris, equivalente a 1,65 milhões de barris por dia.

De acordo com um documento do Governo que serviu de base para a formulação do OGE 2019, a que o Expansão teve acesso, o orçamento para o próximo ano estava a ser "construído" com uma base de receita e de despesa de 9,2 biliões Kz. Até ao fecho de edição, o Expansão não conseguiu confirmar quais as razões para este aumento de 21%. (...)


(Leia o artigo integral na edição 496 do Expansão, de sexta-feira, dia 26 de Outubro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i