Director Carlos Rosado de Carvalho

"É possível termos bons resultados se todos fizerem a sua parte"

"É possível termos bons resultados se todos fizerem a sua parte"
Foto: Lídia Onde

A exposição de pintura de "Bolondo", patente no CCBA, até 29 de Novembro, pretende "questionar os fãs sobre a sociedade" e mostrar que há sempre opção entre o bem e o mal, mesmo quando a crise "não deixa ninguém respirar".

O que o faz questionar o seu público sobre a sociedade que vivemos?
É uma forma de chamar a atenção das pessoas para comportamentos que vamos tendo. Infelizmente estamos numa sociedade em que já não se valoriza o mais importante: a vida. Temos atitudes reprováveis com o nosso próximo. Com esta exposição, quero que as pessoas se questionem e encontrem as suas respostas individuais sobre essa questão.

Quem visita a sua exposição encontra as respostas a esta pergunta?
Sim. Porque, na exposição, procuro mostrar o lado positivo de um mundo ou sociedade quase no avesso. Explorei ao máximo as imagens e símbolos africanos "belos" para dizer as pessoas que temos sempre duas hipóteses: o bem e o mal.

Pessoalmente, qual é a sua resposta? Acredita na capacidade de mudança?
Estamos numa sociedade que ainda é possível termos bons resultados se todos fizerem a sua parte.

Esta exposição esgota este tema ou ainda poderá surpreender os seus fãs?
Esta obra é específica para a questão que coloco à sociedade. É uma forma de reflexão para todos nós. Quanto ao futuro, as pessoas podem sempre esperar o melhor de mim, porque vivo pela arte. (...)


(Leia a entrevista integral na edição 499 do Expansão, de sexta-feira, dia 16 de Novembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i