Director Carlos Rosado de Carvalho

Cadastro nacional vai ajudar a proteger segurados e a identificar irregularidades

Cadastro nacional vai ajudar a proteger segurados e a identificar irregularidades
Foto: Lídia Onde

Plataforma para proteger e fiscalizar segurados de apólices de responsabilidade civil automóvel estará operacional a partir de 2020, anuncia Associação de Seguradoras.

Até 2020, a Associação de Seguradoras de Angola (ASAN) espera ter operacional um cadastro que junte o ficheiro nacional de matrículas e o ficheiro de sinistros e fraudes automóvel, um mecanismo que permitirá proteger os clientes segurados regulares e a ajudar a fiscalizar as irregularidades.

Com esta base de dados, a ASAN espera que seja possível reportar todas as matrículas que se encontram registadas no País, os prémios associados, os não pagos e toda sinistralidade registada, sobretudo a fraude automóvel que se tenha verificado, o que permitirá melhorar o tempo de resposta das seguradoras no processo de regularização dos sinistros abrangidos por apólices de responsabilidade civil automóvel.

A plataforma, cuja entrada em funcionamento está prevista para 2020, terá pelo menos os dados de duas empresas inseridos no sistema, nomeadamente a ENSA e a Fortaleza. Outra entidade, a Nossa Seguros, está perto de ser terceira parceira, mas todas operadoras do sector no País podem partilhar os seus dados na plataforma, mesmo as que não pertencem à ASAN. (...)

(Leia o artigo integral na edição 500 do Expansão, de sexta-feira, dia 23 de Novembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i