Director Carlos Rosado de Carvalho

Revisão do Orçamento Geral do Estado 2019 à espera de reunião da OPEP

Revisão do Orçamento Geral do Estado 2019 à espera de reunião da OPEP
Foto: Quintiliano dos Santos

Os produtores de petróleo estarão reunidos em Viena, a capital da Áustria, para equacionar um novo corte na produção petrolífera, perante a forte queda dos preços. Enquanto isto, Luanda está à espera...

A revisão da proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE) para 2019 estará dependente das conclusões a sair de uma reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), que terá lugar no dia 6 de Dezembro, em Viena, tendo em cima da mesa a previsível redução da produção petrolífera dos países da OPEP e não-OPEP.

Esta informação foi avançada esta semana pelo secretário de Estado para os Petróleos, Paulino Jerónimo, à margem da discussão do orçamento que decorre nas comissões de especialidades no Parlamento. O objectivo é claro: uma redução na produção por parte dos países que fazem parte deste grupo, no qual Angola está inserido, deverá catapultar novamente o preço do barril de petróleo nos mercados internacionais, depois de já este ano ter estado próximo dos 90 USD.

"O preço do barril de petróleo tem estado a oscilar, nunca temos um preço em definitivo. O OGE (para 2019) foi projectado com base num preço de referência de 68 USD, e isso porquê? Porque todas as empresas que fazem avaliação do preço indicavam que o petróleo estaria no mínimo a 70 USD, incluindo o FMI (Fundo Monetário Internacional) e o BM (Banco Mundial)", explicou o governante. Angola é actualmente o segundo maior produtor de petróleo do continente africano, sendo esta a sua principal fonte de receitas. (...)

(Leia o artigo integral na edição 501 do Expansão, de sexta-feira, dia 30 de Novembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i