Director Carlos Rosado de Carvalho

Contas do BPC mantém-se no "vermelho" mas prejuízos estão a diminuir

Contas do BPC mantém-se no "vermelho" mas prejuízos estão a diminuir
Foto: César Magalhães

O maior banco em activos do sistema financeiro nacional fechou 2017 com prejuízos de 73 mil milhões Kz. Como não publicou balancetes no ano passado não é possível comparar o período homólogo.

O Banco de Poupança e Crédito (BPC) fechou o terceiro trimestre de 2018 com um resultado negativo de cerca de 16,8 mil milhões Kz, de acordo com o balancete divulgado na página da internet da instituição.

Devido ao processo de restruturação da instituição decorrido nos últimos anos, não foram divulgados os balancetes de 2017, o que impede a comparação de resultados nos períodos homólogos. A manter-se a tendência, o BPC corre o risco de, pelo terceiro ano consecutivo, fechar as contas no "vermelho".

No que se refere a rendibilidade dos activos (ROA - return on assets) que é o indicador que fornece uma informação sobre a eficácia da gestão dos activos do banco, em 2016 e 2017, foram registados valores negativos, -1,4% e -4,1%, respectivamente. Para o 3.º trimestre de 2018, os benefícios realizados em média por cada unidade de activo não atingem 1%. (...)

(Leia o artigo integral na edição 501 do Expansão, de sexta-feira, dia 30 de Novembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i