Governo afasta IMOGESTIN da gestão das centralidades

Governo afasta IMOGESTIN da gestão das centralidades
Foto: César Magalhães

Fraco retorno dos financiamentos e a não prestação de contas terão precipitado o "divórcio" entre o Governo e a imobiliária.

A IMOGESTIN, gestora de projectos imobiliários, foi afastada da gestão imobiliária das 14 centralidades, bem como da construção e venda de projectos habitacionais públicos adjudicados pelo Governo, que passa a gestão para o Fundo de Fomento à Habitação (FFH), ligado ao Ministério do Ordenamento do Território e Habitação (MINOTH), soube o Expansão de fonte governamental.

A medida abrange também o fim da gestão directa dos dinheiros públicos destinados ao financiamento da construção de novos projectos. venda de habitações e a execução do processo de cobranças das rendas dos imóveis. O fraco retorno dos financiamentos públicos aplicados no quadro do Programa de Fomento Habitacional Social em Angola terá precipitado o afastamento da IMOGESTIN.

Fonte do Expansão aponta que a falta de prestação de contas do Fundo de Activos para o Desenvolvimento Habitacional (FADEH), por parte da promotora imobiliária, também contribuiu para a rescisão do contrato de gestão e construção das 14 centralidades e outros projectos de habitacionais. (...)

(Leia o artigo integral na edição 503 do Expansão, de sexta-feira, dia 14 de Dezembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i