Director João Armando

Dívida do Quénia pode levar a China a penhorar o maior porto do país e da África Oriental

Dívida do Quénia pode levar a China a penhorar o maior porto do país e da África Oriental
Foto: D.R.

A penhora do Porto de Mombaça poderá ocorrer caso o Governo queniano não consiga pagar as obrigações ao Banco de Exportações e Importações da China.

O Quénia pode perder o porto de Mombaça, o maior do país e da África Oriental, para a China, caso falhe o pagamento de obrigações ao Banco de Exportações e Importações da China (BEIC), segundo os media locais.

De acordo com um artigo publicado quarta-feira pelo jornal diário queniano Nation, que cita um relatório do auditor-geral do país, a penhora do porto poderá ocorrer caso o Governo do Quénia não consiga pagar o empréstimo contraído para a construção de uma linha férrea entre Mombaça e várias cidades, incluindo a capital, Nairobi.

Em 2014, o banco chinês acordou um empréstimo de 90% dos 3,8 mil milhões USD para a realização da empreitada, tendo o Quénia assegurado, no ano seguinte, um crédito adicional de 1,5 mil milhões USD para expandir a rede em mais 120 quilómetros.

"Não temos comentários a fazer sobre o assunto porque qualquer documento divulgado teria de fazer parte de um processo de auditoria interna, e nós não comentamos a validade ou autenticidade desses documentos por uma questão de política", disse o responsável pela comunicação do gabinete do Auditor-Geral do Quénia, citado pela Bloomberg.

Segundo o artigo do Nation, o relatório indica que caso as dívidas não sejam saldadas, as receitas da Autoridade Portuária do Quénia (APQ) serão utilizadas para pagar a dívida ao país asiático. No final do primeiro semestre de 2018, as receitas da APQ cifravam-se em o equivalente a 417 milhões USD. (...)


(Leia o artigo integral na edição 504 do Expansão, de sexta-feira, dia 21 de Dezembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i