Estado vai injectar mais capital no BPC, que tem 1 bilião Kz em malparado

Estado vai injectar mais capital no BPC, que tem 1 bilião Kz em malparado
Foto: Lídia Onde

O Governo já injectou 568,8 mil milhões Kz para resgatar o BPC, o equivalente a 3,2 mil milhões USD, por vias de aumento de capital e compra de crédito malparado. Mas os dinheiros públicos para salvar o banco não ficaram por aqui, já que o BNA o tem "subsidiado" nos últimos anos.

O Estado vai injectar mais capital no BPC depois de o Governo ter acordado com o Fundo Monetário Internacional (FMI) uma actualização ao plano de reestruturação do maior banco do País, que no final de 2017 tinha uma carteira de crédito malparado superior a 1 bilião Kz.

Este plano de reestruturação teve início em 2017, tendo o Estado já injectado 568,8 mil milhões Kz, cerca de 337,8 mil milhões Kz por via de aumentos de capital e 231 mil milhões em compra de crédito malparado através da Recredit.

De acordo com o relatório e contas de 2017, o banco tinha registado um crédito total de pouco mais de 1,3 biliões Kz, e como crédito vencido, ou malparado, constava cerca de 1 bilião kz, ou seja, 77,9% do total do crédito.

"O plano de reestruturação do maior banco (Banco de Poupança e Crédito, BPC) será actualizado, em consulta com o corpo técnico do FMI, para garantir que este estará suficientemente capitalizado até Junho de 2020 e que será viável depois de concluída a sua reestruturação. O plano actualizado incluirá uma recapitalização adicional e mais transferências de créditos malparados para a entidade pública de recuperação de activos (Recredit)", refere o documento no qual o Governo e o FMI acordam o Programa de Financiamento Ampliado. (...)


(Leia o artigo integral na edição 508 do Expansão, de sexta-feira, dia 25 de Janeiro de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i