Director Carlos Rosado de Carvalho

Crude aos altos e baixos à volta dos 60 USD

Crude aos altos e baixos à volta dos 60 USD

Semana iniciou com valorizações mas inverteu o sentido após a divulgação do relatório World Economic Outlook, do Fundo Monetário Internacional (FMI), onde foram revistas as previsões do crescimento mundial.

O barril do Brent, à semelhança da semana anterior, encontra-se a rondar os 60 USD. O petróleo iniciou a semana com valorizações após ter sido noticiado que a China se encontrava a preparar um plano cujo objectivo seria a redução do excedente comercial com os EUA.

Estas subidas foram apoiadas pela divulgação dos dados da Baker Hughes, que apontaram para uma diminuição no número de plataformas de perfuração a operar em território norte-americano. Contudo, a matéria-prima inverteu o sentido após a divulgação do relatório World Economic Outlook, do Fundo Monetário Internacional (FMI), onde foram revistas as previsões do crescimento mundial (em -0,2 pontos percentuais).

O fundo estima um crescimento de 3,7% para 2019, que deverá reflectir o abrandamento de determinadas economias, nomeadamente a italiana e a alemã. A Alemanha deverá continuar a ressentir-se dos novos regulamentos que concernem as emissões de gases e a Itália deverá experienciar um abrandamento na procura interna. A corroborar as análises do FMI esteve a divulgação do Purchasing Managers Index da Zona Euro. (...)

*Banco Angolano de Investimentos

(Leia o artigo integral na edição 508 do Expansão, de sexta-feira, dia 25 de Janeiro de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i