Director Carlos Rosado de Carvalho

Que 2019 nos abençoe e traga novos caminhos

Que 2019 nos abençoe e traga novos caminhos

O ano de 2018 fechou mais uma etapa difícil da nossa vida. O passado permite, com frequência e de forma indireta, descarregar uma avalanche de sentimentos recalcados e dolorosos, de carga emocional muito forte. O importante é, agora, reconhecer que as nossas relações sociais têm de mudar.

O que fica para a história é o impacto na nossa vida política, económica e social. Na política ficou repleto de dissonâncias, às vezes, difíceis de compreender. Na economia a queda do mercado consumidor, a redução do peso dos salários foram dilacerantes. Houve uma forte retração económica e social.

Mas, no calor das dificuldades que ainda vivemos, nem sempre é o melhor momento para se analisar com profundidade o ano que terminou. Contudo, quem deseja um novo rumo para o País pode dar-se ao luxo de cogitar.

A matriz previsível para este ano não é alentadora. Em 2019 o preço do petróleo vai continuar volúvel. Internamente, o curso da diversificação não vai acelerar, a Procuradoria-Geral da República vai manter a cadência dos processos em sua posse.

Do Ministério das Finanças e do Banco Nacional de Angola esperam-se resultados da aplicação das políticas económicas e monetárias. (...)

(Leia o artigo integral na edição 508 do Expansão, de sexta-feira, dia 25 de Janeiro de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i