Director João Armando

Vaga de despedimentos na Refriango corta 80 expatriados

Vaga de despedimentos na Refriango corta 80 expatriados
Foto: D.R.

A fábrica de bebidas Refriango admite que vai encerrar 80 postos de trabalho ocupados por trabalhadores expatriados, mas o Expansão sabe que alguns angolanos também são abrangidos pela vaga de despedimentos.

O CEO da Refriango, Diogo Caldas, sem referir o número específico de trabalhadores dispensados, disse que a empresa pretende reduzir para 3% os expatriados.

A medida de redução de postos de trabalho para um "nível mínimo" de trabalhadores estrangeiros, segundo o gabinete de Comunicação Institucional, faz parte da estratégia da Refriango desde o início, com a substituição das suas "competências técnicas por nacionais".

No entanto, face à conjuntura actual do mercado, "este plano teve de ser acelerado", o que implicou os cortes que se estão a verificar, acrescentou o gabinete de comunicação da empresa, em resposta ao Expansão.

"Estamos a falar de um procedimento comum que as empresas são forçadas a fazer quando a conjuntura do mercado assim o dita", esclarece. (...)


(Leia o artigo integral na edição 512 do Expansão, de sexta-feira, dia 22 de Fevereiro de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i