Director João Armando

PT Ventures quer gestor judicial a substituir administração da operadora Unitel

PT Ventures quer gestor judicial a substituir administração da operadora Unitel
Foto: ARQUIVO
EXPANSÃO

Assembleia Geral da Unitel agendou para 19 de Março uma assembleia-geral extraordinária para discutir a providência cautelar da PT Ventures contra a operadora Unitel e novos corpos sociais.

O accionista da Unitel PT Ventures interpôs uma providência cautelar junto do Tribunal Provincial de Luanda a solicitar a nomeação de um administrador judicial, em substituição do actual conselho de administração da operadora, medida que a actual administração promete contestar.

A Unitel informou em comunicado que tomou conhecimento da acção judicial a 7 de Fevereiro, quando recebeu uma citação do Tribunal Provincial de Luanda relativamente ao processo instaurado pela PT Ventures (PTV) que detém 25% no capital social da empresa.

A operadora de telefonia angolana revela que a PTV solicitou que o Tribunal tomasse essa medida "sem audição prévia da Unitel e sem aviso prévio ou consentimento dos outros três accionistas, os quais em conjunto representam 75% do capital social da empresa", refere o comunicado.

A empresa de telecomunicações acrescenta disse que a acção judicial da PT Ventures "é o mais recente esforço de ataque concertado e contínuo à Unitel e aos accionistas angolanos", desde que a brasileira Oi adquiriu a portuguesa PT Ventures em 2014. (...)


(Leia o artigo integral na edição 512 do Expansão, de sexta-feira, dia 22 de Fevereiro de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i