Director Carlos Rosado de Carvalho

Governo vai mesmo rever Orçamento Geral do Estado 2019

Governo vai mesmo rever Orçamento Geral do Estado 2019
Foto: D.R.

Especialistas admitem que a revisão do OGE deve ter como base a queda da produção no País e não o preço de referência de 68 USD. A manter-se a média de 1,4 milhões de barris/dia e não os 1,6 milhões projectados, a receita fiscal baixa de 15,1 mil milhões USD para 13,6 mil milhões USD.

O Governo vai rever o Orçamento Geral do Estado (OGE) 2019 para adoptar um preço de referência "mais alinhado com a actual tendência" do mercado, admitiu ao Expansão o ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior.

"Presentemente o preço do barril do petróleo está abaixo do preço de referência aprovado no OGE de 2019. Estamos, por isso, a trabalhar para uma revisão do OGE do ano de 2019", afirmou o ministro, em entrevista ao Expansão, via e-mail, há cerca de duas semanas, quando o barril de petróleo começava já a dar sinais de subida para os actuais 67 USD. Uma subida substancial face ao primeiro dia do ano, em que cada barril estava a ser vendido a 54,9 USD, e depois de ter superado a barreira dos 61 USD a partir de meio de Fevereiro.

O governante admite que desde a aprovação do OGE estavam em cima da mesa várias hipóteses, já que em Setembro, quando se preparava o documento, o preço do barril nos mercados internacionais "parecia bastante razoável". (...)


(Leia o artigo integral na edição 514 do Expansão, de sexta-feira, dia 7 de Março de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i