Empresários do "regime" na mira da justiça argelina

Empresários do "regime" na mira da justiça argelina
Foto: D.R.

Os dois homens mais ricos da Argélia estão entre os empresários detidos, desde a demissão forçada do ex-Presidente Bouteflika, numa vaga de detenções que abala os grupos empresariais mais robustos do país. Na petrolífera estatal, responsável por 95% da receita externa e 60% do Orçamento, a presidência mudou de mãos.

Cinco empresários, entre os quais se inclui o homem mais rico da Argélia, foram detidos e colocados sob custódia judicial, após a demissão forçada do ex-Presidente Adbelaziz Bouteflika, no âmbito de investigações anti- -corrupção desencadeadas pelo executivo, liderado por Abdelkader Bensalá, até às eleições presidenciais de 4 de Julho.

O ex-primeiro-ministro Ahmed Ouyahia, e o ministro das Finanças, Mohamed Loukal, também foram convocados para depor em Tribunal por suspeitas de esbanjamento de fundos públicos e privilégios indevidos", os mesmos crimes que levaram à audição do ex-governador do Banco da Argélia, segundo o jornal El Moudjahid.

Todos os empresários investigados têm relações de proximidade com o ex-Presidente, numa vaga de diligências judiciais que é encarada pela imprensa argelina como forma de o Governo interino serenar a vaga de protestos iniciada em 22 de Fevereiro e que levou, no dia 2 de Abril, à queda do ex-Presidente Bouteflika. Os manifestantes exigem o desmantelamento do "sistema mafioso" que vem dirigindo o país em todas as esferas do poder.

Já esta quarta-feira, dia 24, um comunicado do Governo interino anunciou a demissão do presidente da petrolífera estatal Sonatrach, Abdelmoumen Uld Kadur, que desde 2017 dirigia a empresa que assegura 95% da receita externa do país e contribui com 60% para o Orçamento do Estado. As razões da demissão não foram avançadas, mas também não foi estabelecida relação com a luta anti-corrupção que está a ser travada no país, que tem uma produção diária de 1,2 milhões barris de petróleo. (...)


(Leia o artigo integral na edição 521 do Expansão, de quarta-feira, dia 26 de Abril de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i