As empresas têm de impulsionar a transformação de África

As empresas têm de impulsionar a transformação de África

O Acordo de Livre Comércio Continental Africano (AfCFTA), lançado na 12.ª Cimeira Extraordinária dos Chefes de Estado e de Governo da União Africana, em Julho de 2019, é o maior acordo comercial multilateral desde a fundação da Organização Mundial do Comércio.

Abrangendo mil milhões de pessoas e representando mais de dois biliões USD do PIB do continente, o AfCFTA promete sustentar o dinamismo dos mercados de África nos próximos anos. Mas, se o objectivo do AfCFTA é cumprir a sua promessa, as empresas africanas precisarão de se preparar para um novo cenário económico mais competitivo. Entre 2000 e 2018, o mercado africano cresceu 4,6% por ano e a procura interna movimentou 69% desse crescimento.

Mas agora é a hora de o continente atingir o seu pleno potencial no que diz respeito ao desenvolvimento económico, criação de empregos e redução da pobreza.

Com cerca de 22% dos africanos em idade activa a iniciarem novos negócios - em comparação com os 19% na América Latina e os 13% na Ásia - África tem a maior taxa de empreendedorismo do mundo. Mas as empresas africanas precisarão de melhorar as suas capacidades organizacionais, produtivas e tecnológicas. Para isso, a próxima segunda edição do principal relatório económico da União Africana, Africa's Development Dynamics, produzido em parceria com o Centro de Desenvolvimento da OCDE, propõe uma estratégia dividida em três vertentes para os líderes empresariais e os governantes seguirem.

Primeira: fornecer produtos e serviços de alta qualidade - seja em desenvolvimento de infraestruturas, administração, energia ou orientação jurídica - tem de se tornar o principal objectivo para qualquer um que elabore políticas públicas ou estabeleça prioridades de mercado. Os governantes africanos devem fazer mais para apoiar as empresas locais na melhoria do seu desempenho a nível de patentes, industrial e comercial. (...)


*Director do Centro de Desenvolvimento da OCDE | Comissário da UA para Assuntos Económicos

(Leia o artigo integral na edição 540 do Expansão, de sexta-feira, dia 6 de Setembro de 2019, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i