Luanda com apenas 16 projectos em execução dos 189 inscritos no PIIM a nove meses do fim

Luanda com apenas 16 projectos em execução dos 189 inscritos no PIIM a nove meses do fim
Foto: César Magalhães

O Plano Integrado de Intervenção nos Municípios tem apenas 8% de execução das obras locais previstas para todo o País. O "trunfo" do Presidente da República para reduzir as assimetrias regionais continua a ser uma miragem para muitas localidades que ainda não viram sair do papel qualquer projecto do PIIM.

Apenas 8% dos projectos que Luanda tem inscritos no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) estavam em execução até Fevereiro deste ano, de acordo com o relatório de execução global 2020 do referido plano.

O documento apresentado no mês passado avança que a capital do País tem identificados 189 projectos em diversos sectores e que apenas 16 estavam em construção a nove meses do fim do PIIM, se cumprir com os prazos avançados no ano passado pelo Presidente da República João Lourenço na apresentação pública do plano.

Tido como o instrumento para acabar com as assimetrias regionais com apostas em investimentos na educação, saúde e infra-estruturas nos 164 municípios do País, o PIIM contempla 1.416 projectos locais a serem executados pelos governos provinciais e municipais. À semelhança do que acontece em Luanda, do total nacional também só 8% estavam em execução.

Apesar da incerteza que o País vive hoje, devido à queda abrupta do preço do barril de petróleo e à diminuição na procura mundial de petróleo, as verbas para a execução do PIIM estão garantidas, já que saem do Fundo Soberano de Angola, conforme adiantou fonte do Ministério das Finanças.

A secretária de Estado para Administração do Território acredita que a evolução na execução destes projectos vai ganhar dinamismo nos próximos 3 meses. "Achamos que o segundo trimestre de 2020 vai ser o período em que haverá maior número de lançamento de obras. O ritmo deste processo difere de sector para sector, de província para província e município para município, olhando para os recursos técnicos e humanos de cada localidade", revelou Laurinda Cardoso há duas semanas. (...)


(Leia o artigo integral na edição 566 do Expansão, de sexta-feira, dia 20 de Março de 2020, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i