Director Carlos Rosado de Carvalho

"Imaginar a arte do impossível" com o Mclaren MP4-X

"Imaginar a arte do impossível" com o Mclaren MP4-X

Este conceito futurista da Fórmula Um, não sendo o primeiro a ser mostrado, é, sem sombra de dúvida, o que está a criar maior impacto na indústria e nos milhões de adeptos da modalidade raínha do Desporto Automóvel. Vamos, então, tentar perceber o novo McLaren-4 MPX.

Talvez nunca se tenha apercebido da grandeza do investimento nas estruturas que apoiam as maiores equipas de Fórmula Um, como são exemplo aquelas que se inserem no universo da Mclaren, a McLaren Tecnology Group.

Assim, e como nos diz John Allert, director de marca daquela holding, "com o futurista McLaren MP4-X queríamos olhar para o futuro e imaginar a arte do impossível". E, acrescenta, combinaram-se "uma série

de ingredientes-chave na Fórmula Um, como velocidade, emoção e desempenho, bem como um cockpit fechado para melhorar a segurança do piloto e tecnologia de energia híbrida".

Segundo as informações recolhidas na Internet sobre este McLaren MP4-X, a marca garante que a tecnologia introduzida e que foi já apresentada "é legítima e exequível, embora alguns dos componentes estejam em fase de desenvolvimento".

Uma das características aponta para a distribuição das fontes de energia. O projecto MP4-X tem várias baterias distribuídas pela estrutura do veículo e, ainda, placas que armazenam a luz solar. Mas há mais tecnologia, como um sistema de inteligência artificial, que funciona directamente a partir do cérebro do piloto.

Através do monitorização dos sinais eléctricos enviados pelo cérebro, e combinando-os com os gestos manuais que conduzem o carro, é possível detectar, por exemplo, sinais de fadiga ou de ansiedade do piloto. O próprio formato do monolugar adapta-se às necessidades da pista. Já dentro do cockpit, painéis

holográficos são outra possibilidade tecnológica apresentada para o MP4-X.

Fazendo lembrar o "Batmobile", o carro do Batman, a aerodinâmica foi outra das principais atenções da McLaren, e prova disso é o sistema de "aerodinâmica activa" que controla electronicamente a carroçaria. Os benefícios da tecnologia são grandes; por exemplo, é possível concentrar as forças descendentes nas curvas mais apertadas e desviá-las nas rectas, de forma a optimizar as performances

(Leia mais na edição em papel do Expansão)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i