Director Carlos Rosado de Carvalho

Pedra Rubra avança com lapidação até ao final do ano

Pedra Rubra avança com lapidação até ao final do ano
Foto: Lídia Onde

Empresa angolana de fabrico de jóias já importou o equipamento para lapidar diamantes em Angola e prevê iniciar processo ainda este ano, e baixar preços de venda ao público. Quarta loja vai abrir no mês de Junho, na centralidade do Kilamba

A Pedra Rubra, primeira fábrica de jóias de Angola prevê abrir, até ao final do ano, uma unidade de lapidação de diamantes no distrito da Maianga, Luanda, envolvendo um investimento de 70 mil USD, revela a a directora Comercial da empresa.
Em entrevista ao Expansão, Maura Quicongo explica que a intenção da abertura da fábrica é reforçada pelas dificuldades de importação de diamantes lapidados, devido à crise de divisas. "Apesar de os diamantes serem
nacionais, a sua lapidação é feita no exterior e temos tido muitas dificuldades em trazer os produtos
[transformados] para Angola" para serem vendidos internamente, afirma a responsável.
Segundo a gestora, com a entrada em funcionamento da nova unidade fabril, a empresa estima aumentar as suas vendas de 140 milhões Kz para 200 milhões Kz, devendo conseguir, mesmo, baixar os preços dos
produtos até ao final do ano.
"Com a fábrica em funcionamento, teremos um volume de vendas maior, já não vamos precisar de enviar os diamantes para lapidação no exterior e não teremos de pagar taxas aduaneiras [na importação], pelo que
prevemos baixar os preços até 40% face aos praticados actualmente" , afirma directora.

(Leia mais na edição em papel do Expansão, de 3 de Junho)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i