Director Carlos Rosado de Carvalho

Bolsas europeias retomam quedas após abertura mista

Bolsas europeias retomam quedas após abertura mista
Foto: DR

Londres, 27 Junho - Depois de terem aberto mistas, as bolsas europeias agravaranm as quedas registadas na sexta feira com os resultados do referendo britânico que deu vitória à saída do Reino Unido da União Europeia ("Brexit").

O Stoxx 600, índice europeu de referência, está a afundar 3,33% para 3,11,27 pontos, precisa o siet do português Jornal de Negócios. A liderar as quedas está uma vez mais o sector da banca, que perde 7,71% para 119,13 pontos. Logo depois surgem os sectores de viagens e serviços financeiros que caem, respectivamente, 7,12% e 7,01%.

O Stoxx 600 lidera as quedas da Europa esta segunda-feira, seguido pelo grego FTASE que recua 3,12% para 1.398,63 pontos. O italiano FTSE MIB e o alemão DAX seguem a afundar, respectivamente, 2,68% para 15.303,17 pontos e 2,20% para 9.339,92 pontos. Em Lisboa, o PSI-20 segue a cair 1,69% para 4.288,19 pontos, numa sessão em que está a ser penalizado pelo sector da energia.

Na bolsa de Londres, o índice FTSE-100 estava a perder a meio da manhã 83,25 pontos, cerca de 1,36%, para 6.055,44 pontos.

As ações do setor bancário registavam importantes quedas, tendo os 'papéis' dos bancos Barclays e Royal Bank of Scotland (RBS) sido temporariamente suspensas, depois de registarem decréscimos de mais de 10%, informou um porta-voz da bolsa de Londres.

Os bancos estão entre os mais castigados pela volatilidade dos mercados depois do 'Brexit' no referendo da passada quinta-feira.

Na Ásia, Tóquio terminou a subir 2,39% e Xangai a avançar 1,45%.

Já o preço do barril de petróleo Brent, para entrega em agosto, ariu esta segunda feira em alta no mercado de futuros de Londres, a valer 48,37 dólares, mais 0,06% do que no fecho da sessão anterior.

O euro, por sua vez, iniciou a semana no mercado de divisas de Frankfurt a trocar-se a 1,1039 dólares, face aos 1,1115 dólares das últimas horas de negociação de sexta-feira.

A libra esterlina caiu para o valor mais baixo em dois anos face ao euro, arrastada pelas incertezas políticas e económicas associadas à vitória do 'Brexit'.

A meio da manhã, a moeda britânica estava a cair 2,17% face ao dólar, a cotar-se a 1,336 dólares, e 1,64% face ao euro, a cotar-se a 1,211, no mercado de câmbios de Londres.

A atenção dos investidores está voltada para Sintra, onde o Banco Central Europeu (BCE) volta a reunir, a partir desta segunda-feira, algumas das mais influentes personalidades do mundo da política monetária para debater o futuro económico, monetário e financeiro internacional no rescaldo do "Brexit".

O presidente do BCE, Mario Draghi, dará início aos trabalhos, com um discurso num jantar de boas-vindas às dezenas de economistas e responsáveis internacionais que participam no "ECB Forum on Central Banking".

Dedicado este ano ao "Futuro da arquitetura monetária e financeira internacionais", o Fórum do BCE juntará várias personalidades com responsabilidades políticas poucos dias depois de o Reino Unido ter decidido, na quinta-feira, deixar a União Europeia.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i