Director Carlos Rosado de Carvalho

Odebrecht recebeu 79% dos fundos destinados a Angola

Odebrecht recebeu 79% dos fundos destinados a Angola

A empresa envolvida na investigação Lava Jacto recebeu a maior fatia dos fundos disponibilizados para Angola pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES) que, entretanto, suspendeu o desbloqueamento de verbas de financiamento a exportações de engenharia de 25 operações no exterior.

De acordo com dados da instituição financeira brasileira, a que o Expansão teve acesso, o financiamento a obras em Angola por parte desta entidade bancária teve início em 2000. Desde essa altura que a construtora Odebrecht foi a que obteve a maior parte das verbas destinadas a desenvolvimento de projectos em Angola, o equivalente a 3.145 mil milhões USD de um total de 3.990 mil milhões USD.

O financiamento do BNDES a projectos de infra-estruturas no estrangeiro tem estado envolvido em polémica, devido a suspeitas de superfacturamento e de favorecimento de empresas.

(Leia a noticia na integra na edição 395 do Expansão, de sexta-feira 04 Novembro 2016, em papel ou versão digital com pagamento em kwanzas).

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i