Director Carlos Rosado de Carvalho

Cambiais garantem quase 30% do produto bancário no mercado angolano

Cambiais garantem quase 30% do produto bancário no mercado angolano

Individualmente, o banco mais dependente do negócio das divisas é o Banco Angolano de Negócios e Comércio, com os resultados de operações cambiais a garantiram mais de 90% do respectivo produto bancário.

O peso dos resultados cambiais na actividade bancária em Angola aumentou 8 pontos percentuais de 2014 para 2015, de acordo com cálculos do Expansão a partir de dados da Associação Angolana de Bancos (ABANC) referentes aos dois exercícios.

Em 2015, os 27 bancos para os quais estão disponíveis resultados registaram 168 mil milhões Kz em resultados com operações cambiais, o equivalente a 28,8% do produto bancário, isto é, dos ganhos directos com a actividade bancária. Neste ano operavam em Angola 28 bancos, dos quais um, o BAI Microfinanças (BMF), não divulgou resultados.

Já em 2014, os 22 bancos que que divulgaram contas ganharam 79,3 mil milhões em opera- ções cambiais, correspondentes a 20,8% do produto bancário. Neste ano operavam em Angola 23 bancos, sendo que o BAI Microfinanças (BMF) também não divulgou resultados. A forte contribuição dos resultados das operações cambiais para o produto bancário reflecte elevada dependência do país das importações. A percentagem tem-se mantido relativamente estável em torno dos 20%, com execepção dos anos de 2009 e 2015, aproximando-se em ambos os anos dos 29%, devido ao efeito da desvalorização da moeda sobre a exposição dos balanços dos bancos à moeda estrangeira.

De facto, os resultados de operações cambiais vão para além dos ganhos com a compra e venda de divisas, ao incluírem as reavaliações da exposição cambial.

Individualmente, o banco mais dependente das divisas é o Banco Angolano de Negócios e Comércio (BANC). Em 2015, os resultados de operações cambiais desta instituição garantiram mais de 90% do respectivo produto bancário.

Em valor absoluto é o BIC que lidera o ranking dos resultados com operações cambiais. EM 2015, o banco liderado por Fernando Teles registou 26,2 mil milhões Kz de ganhos cambiais, à frente do BAI, Banco Angolano de Investimentos, com 19,6 mil milhões Kz e do BPA, Banco Privado Atlântico, com 16,2 mil milhões Kz.

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i