Director Carlos Rosado de Carvalho

Finanças demitem gestor de dívida pública

Finanças demitem gestor de dívida pública

O director da Unidade de Gestão da Dívida Pública (UGD) sai a meio de um ano em que é necessário captar quase 30 mil milhões USD de dívida pública bruta. A três meses das eleições, Archer Mangueira trocou ainda de chefe de gabinete, numa dança de cadeiras que apanhou "de surpresa" os funcionários do Ministério das Finanças, revelou uma fonte ao Expansão.

O director geral da Unidade de Gestão da Dívida Pública (UGD), Osvaldo João, foi exonerado esta semana do cargo e substituído por Ciel da Conceição Cristóvão, de acordo com despachos publicados esta semana em Diário da República e a que o Expansão teve acesso.

De acordo com o despacho, assinado pelo ministro das Finanças, Archer Mangueira, nº. 1478/17 de 11 de Maio, Osvaldo João foi exonerado por "conveniência de serviço" e, de acordo com o despacho n.º1482/17, também assinado por Archer Mangueira, é nomeado para exercer, em comissão de serviço, o cargo de "consultor para a gestão macroeconómica e assuntos internacionais do Ministério das Finanças.

Archer Mangueira nomeou ainda Nvula Sofia Dias Van-Dú- nem Camacho para exercer o cargo de chefe de Departamento de Financiamento Interno e Externo da Unidade de Gestão da Dívida Pública.

(Leia o artigo na integra na edição 419 do Expansão, de sexta-feira 28 de Abril de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i