Director Carlos Rosado de Carvalho

Grupos de lotadores de táxi "substituem" cobradores e recebem 60 mil kz por dia

Grupos de lotadores de táxi "substituem" cobradores e recebem 60 mil kz por dia

Taxistas e cobradores estão a ser ameaçados por grupos de jovens que se dedicam a "arrumar" os táxis nas paragens da capital do País. Associação dos Taxistas pede intervenção do Governo Provincial e diz que há espaço para todos actuarem no sector dos transportes.

São na sua maioria jovens sem qualificações profissionais que actuam em grupos de 10 pessoas e chegam a angariar diariamente 60 mil Kz a arrumar táxis junto às paragens. São cada vez mais os arrumadores de táxi, mais conhecidos por lotadores, que rivalizam com os cobradores e há até relatos de casos de violência que preocupam as autoridades.

Os lotadores concentram-se nas principais paragens da cidade de Luanda. Se há alguns anos, eram em menor número, hoje multiplicam-se pela capital do país os jovens que, assim, encontraram uma solução de empregabilidade, apesar de informal, para dar a volta à crise. A sua actividade contempla a organização dos clientes dos táxis, informando-os e encaminhando-os para as viaturas que se deslocam para o seu local de destino. Desta forma, a sua actividade interfere com o trabalho dos cobradores que colaboram com os taxistas.

(Leia o artigo na integra na edição 425 do Expansão, de sexta-feira 09 de Junho de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i