Director Carlos Rosado de Carvalho

Gestores do Barclays vão a julgamento acusados de fraude

Gestores do Barclays vão a julgamento acusados de fraude

O antigo director-executivo John Varley e os três gestores Roger Jenkins, Thomas Kalaris e Richard Boath
são os mais altos quadros a serem acusados de crimes alegadamente cometidos durante a crise financeira de 2008 que afectou o sistema financeiro global e provocou uma recessão mundial.

Quatro executivos do banco Barclays e a própria instituição vão a julgamento segunda-feira, acusados de conspiração para cometer fraude por alegados pagamentos indevidos a investidores do Qatar, no auge da crise financeira.
O antigo director-executivo John Varley e três outros antigos gestores da instituição, nomeadamente Roger Jenkins (ex-presidente executivo do banco de investimento no Médio Oriente e na África do Norte), Thomas Kalaris (antigo director-geral de actividades) e Richard Boath (um dos antigos responsáveis dos serviços financeiros do Barclays), são os mais altos quadros a serem acusados de crimes alegadamente cometidos durante a crise financeira de 2008 que afectou o sistema financeiro global e provocou uma recessão mundial.
Esta será a primeira vez que o grupo de antigos gestores vai estar junto em público desde que foram apresentadas as acusações em Junho. Estão agora acusados por práticas que envolveram a ajuda do Qatar à instituição durante a crise económica e financeira internacional.
O Gabinete Antifraude do Reino Unido (SFO, na sigla inglesa) acusou o banco de cometer fraude por falsa representação e por assistência financeira ilegal no âmbito da angariação de mais de 15,5 mil milhões USD (15 mil milhões de libras) de fundos em 2008.

*com agências

(Leia o artigo na integra na edição 429 do Expansão, de sexta-feira 07 de Julho de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i