Director Carlos Rosado de Carvalho

Inflação baixou em Junho qualquer que seja o indicador

Inflação baixou em Junho qualquer que seja o indicador

Ritmo de aumento do custo de vida desacelerou em termos mensais, anuais e médios, o primeiro recuo simultâneo desde Janeiro de 2015. Ainda assim, a meta de 15,8% do governo para 2016 não será cumprida. Em metade do ano inflação já percorreu mais de três quartos do caminho previsto.

O ritmo de aumento do custo de vida em Luanda baixou em Junho, qualquer que seja o indicador de inflação utilizado, o que não acontecia desde Janeiro de 2015, de acordo com cálculos do Expansão a partir do Índice de Preços do Consumidor do Instituto Nacional de Estatística (INE).
Em termos mensais, o custo de vida na capital aumentou 1,6% em Junho face a Maio, menos 0,2 pontos percentuais (pp) do que os 1,8% anteriores. A taxa de inflação mensal está a baixar há quatro meses consecutivos registando mínimos desde Janeiro de 2015, mas continua 0,1pp acima do objectivo de 1,5% fixado pelo Presidente da República no final de Abril, no discurso perante o Comité Central do MPLA.
Com o aumento dos preços de 1,6% em Junho, a taxa de inflação anual na província capital que tem sido utilizada como referência para o País, situou-se nos 31,9%, menos 2,2 pp do que em Maio, registando a sexta queda queda consecutiva.

(Leia o artigo na integra na edição 430 do Expansão, de sexta-feira 14 de Julho de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i