Director Carlos Rosado de Carvalho

Reservas Internacionais Líquidas de Angola atingiram valor mínimo desde Dezembro e 2010

Reservas Internacionais Líquidas de Angola atingiram valor mínimo desde Dezembro e 2010

A quebra do preço do barril de petróleo no mercado internacional fez "evaporar" as Reservas Internacionais Líquidas (RIL) angolanas, "secou" a venda de divisas pelo Banco Nacional de Angola (BNA) e fez disparar o preço do dólar no mercado informal nos últimos dois anos.

As Reservas Internacionais Líquidas (RIL) nacionais atingiram, em Maio último, o valor mínimo da década, estando actualmente avaliadas em pouco mais de 18 mil milhões USD, indicam os dados preliminares da Estatística Monetária e Financeira do banco central.
A queda das RIL, necessárias para assegurar a importação de diversos bens, como alimentos, maquinaria ou matéria-prima para as indústrias, ocorreu com o início da crise causada pela descida dos preços do petróleo nos mercados internacionais, em meados de 2014. Em Dezembro de 2013, as RIL estavam estimadas em pouco mais de 31 mil milhões USD, valor que, comparado aos 18 mil milhões USD de Maio último, ilustra uma quebra de 42% (ver infografia).
De lá para cá, o cenário nunca mais foi o mesmo, apontam os dados do BNA, pois, desde 2013 até ao momento, foram consumidas cerca de 13,2 mil milhões USD das Reservas Líquidas do País, explicitam os dados do Banco Nacional de Angola calculados pelo Expansão. Os números indicam ainda que, desde 2010, Angola nunca teve tão poucas RIL.

(Leia o artigo na integra na edição 431 do Expansão, de sexta-feira 21 de Julho de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i