Director Carlos Rosado de Carvalho

AGT anuncia cobrança coerciva e contribuintes defendem justiça fiscal

AGT anuncia cobrança coerciva e contribuintes defendem justiça fiscal

A Administração Geral Tributária (AGT) continua a campanha de caça aos contribuintes incumpridores. Empresários divergem no perdão fiscal, mas concordam que é preciso adequar a legislação ao contexto económico.

Os empresários angolanos estão descontentes com a pressão exercida pela Administração Geral Tributária (AGT) e defendem a mudança da legislação, para evitar o encerramento forçado de empresas em Angola.

O descontentamento foi manifestado por diferentes homens de negócios, em reacção à advertência da AGT sobre o incumprimento do pagamento dos impostos, com ameaças de penhora de bens dos contribuintes faltosos. A administradora da AGT, Conceição Matos, deixou o aviso durante um encontro, organizado pela Confederação Empresarial de Angola (CEA).

Embora se trate da última opção, os homens de negócios ouvidos pelo Expansão lembram que a medida não pode ser a saída para este conflito de interesses.

(Leia o artigo na integra na edição 432 do Expansão, de sexta-feira 28 de Julho de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i