Director Carlos Rosado de Carvalho

Mais de um terço dos bancos chumbam no 'choque' de liquidez

Mais de um terço dos bancos chumbam no 'choque' de liquidez

Testes de "stress" ao sector bancário pelo Banco Nacional de Angola não revelam os nomes das instituições bancárias que chumbam os cenários desenvolvidos pelo regulador. Num cenário de retirada de 75% dos depósitos, dez bancos não conseguiriam dar resposta aos levantamentos.

Dez das 27 instituições bancárias autorizadas a funcionar em Angola (três bancos públicos, 18 privados nacionais e seis filiais estrangeiras) Angola não passaram nos testes de "stress" de liquidez do Banco Nacional de Angola (BNA), pois não conseguiriam cobrir as suas necessidades de liquidez em todos os níveis, de acordo com o Relatório de Estabilidade Financeira da autoridade de supervisão, relativa ao 1.º semestre de 2016, que no entanto não nomeia os nomes dos bancos.
No choque de liquidez, o BNA considerou dois cenários, com levantamentos de 50% e 75% dos depósitos dos clientes. No pior cenário, ou seja, uma retirada de 75% dos depósitos, dez bancos não conseguiriam dar resposta aos levantamentos. No, apesar de tudo melhor cenário, de levantamento de 50% dos depósitos, três bancos voltariam a "chumbar" por não conseguirem "cobrir as suas necessidades de liquidez inclusive com os quatro níveis de activos líquidos", precisamente o mesmo número de instituições bancárias que falharam este teste no relatório de estabilidade relativo ao ano de 2015.

(Leia o artigo na integra na edição 434 do Expansão, de sexta-feira 11 de Agosto de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i