Director Carlos Rosado de Carvalho

Aumento do peso da dívida pública e ritmo do crescimento económico baixam 'rating? para B-

Aumento do peso da dívida pública e ritmo do crescimento económico baixam 'rating? para B-

Para uma subida do "rating", a Standard and Poor"s considera relevante que o futuro governo aprove "reformas económicas que permitam um crescimento económico mais rápido".

O aumento do peso da dívida pública, o fraco crescimento económico e o "mau" desempenho das receitas fiscais do País são as razões apontadas pela agência de notação financeira Standard and Poor"s para justificar a descida para B- da classificação de crédito soberano de Angola.
A agência de "rating" considera que para o aumento dos custos da dívida pública contribuiu o "maior endividamento" do Governo no mercado interno para financiar o défice fiscal, numa altura em que as receitas petrolíferas são baixas. Para a agência, o pagamento da dívida custará mais de 15% das receitas fiscais do país, quando esse valor era de apenas 7% há dois anos.
"Baixámos as nossas expectativas sobre o ritmo de crescimento económico de Angola. O desempenho das receitas fiscais do país está abaixo das nossas expectativas anteriores e os custos do serviço da dívida estão a aumentar", refere o relatório divulgado a 11 de Agosto.

(Leia o artigo na integra na edição 435 do Expansão, de sexta-feira 18 de Agosto de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i