Director Carlos Rosado de Carvalho

Preços dos apartamentos e escritórios em Luanda baixaram 12,5% e 3,2% em 2016

Preços dos apartamentos e escritórios em Luanda baixaram 12,5% e 3,2% em 2016

A queda dos preços reflecte a diminuição da procura motivada, sobretudo, pela saída de muitos expatriados do País em resultado da crise económica. No centro da capital do País, os apartamentos e os escritórios são mais caros do que na periferia, sobretudo a norte, que no futuro, tudo aponta, será a zona de expansão da cidade.

Os preços dos apartamentos em Luanda caíram em média 12,5% em 2016, face a 2015, enquanto o valor dos escritórios registou uma redução de 3,2%, reflectindo uma diminuição na procura motivada, sobretudo, pela saída de muitos expatriados em resultado da crise económica, revelam os dados do relatório relatório Research Property, Mercado Imobiliário 2017, Angola.
Os indicadores do relatório da consultora imobiliária Abacus, em associação com a JLL (gestão imobiliária e de investimento), levantam uma série de questões em função das mudanças registadas no mercado e os custos das rendas a descer mais que os preços de aquisição. O relatório revela também que a habitação dos segmentos médio e baixo são a nova preferência dos poucos investidores que ainda resistem à crise financeira.
O estudo indica que o mercado imobiliário, no seu todo, está a desacelerar, particularmente nos preços em dólares, abrindo maiores oportunidades para os investimentos em Kwanzas e faz referência à nova lei dos arrendamentos, com a obrigatoriedade de registar os contratos em moeda nacional. Aqui, também é abordado o facto de haver hoje uma limitação do adiantamento de rendas para três, quando antes a prática era de seis a 12 meses.

(Leia o artigo na integra na edição 436 do Expansão, de sexta-feira 26 de Agosto de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i