Director Carlos Rosado de Carvalho

Mário Palhares deixa de acumular cargos de PCA e CEO no banco BNI

Mário Palhares deixa de acumular cargos de PCA e CEO no banco BNI

Alteração da estrutura de governação do Banco de Negócios Internacionais (BNI) conduz Sandro Africano a CEO do banco. Banca nacional conta ainda com três instituições onde o Presidente do Conselho de Administração acumula o cargo com a presidência da Comissão Executiva.

Mário Abílio Palhares deixou de ocupar as funções de presidente do Conselho de Administração (PCA) e da Comissão Executiva (PCE) daquele que é o nono maior banco em activos do sistema financeiro nacional, cumprindo assim uma imposição do Banco Nacional de Angola (BNA), apurou o Expansão.
De acordo com uma deliberação da assembleia-geral de accionistas do Banco de Negócios Internacionais (BNI), o maior accionista e fundador do BNI, Mário Palhares, detentor de 33,28% do capital da instituição financeira, permanece apenas com as funções de PCA do banco, enquanto Sandro da Cunha Pereira Africano é o novo CEO, constatou o Expansão no na página da internet da instituição.
Todavia, num comunicado enviado quinta-feira ao Expansão, o banco "informa os clientes, colaboradores e parceiros que, por deliberação da assembleia-geral de accionistas, procederá à alteração da sua estrutura de governação, de modo a melhor responder aos objectivos estratégicos e aos novos desafios da instituição. O banco avança ainda que "a proposta de nova estrutura foi submetida à aprovação do Banco Nacional de Angola, que se pronunciará a seu tempo".

(Leia o artigo na integra na edição 440 o Expansão, de sexta-feira 22 de Setembro de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i