Director Carlos Rosado de Carvalho

João Lourenço promete 'regras rígidas' nas políticas cambial e fiscal

João Lourenço promete 'regras rígidas' nas políticas cambial e fiscal

No discurso de tomada de posse, o terceiro Presidente da República de Angola reiterou algumas das promessas feitas durante a campanha eleitoral, como a luta contra a corrução, menos intervenção do Estado na Economia e prometeu iniciar um processo de revisão do programa de investimento público.

O Executivo dos próximos cinco anos irá impor "regras rígidas" de políticas cambial e fiscal para fixar a taxa de inflação em "limites aceitáveis e controláveis", prometeu o novo Presidente da República, João Lourenço, durante o discurso de tomada de posse. O Chefe de Estado prometeu igualmente apostar no reforço dos sistemas de controlo de actos ilícitos que possam descredibilizar o sistema financeiro e bancário, quer internamente, quer a nível do exterior.
Durante um discurso que durou cerca de uma hora, e perante milhares de pessoas e dezenas de chefes de Estado de outros países, o novo Presidente prometeu aumentar a eficácia e eficiência do aparelho de governação, focando a sua acção na redução da burocracia e no acompanhamento das iniciativas do Estado. Para isso, pretende rever o programa de investimento público. "Vamos iniciar um processo de revisão do programa de investimento público, dando suporte aos agentes privados que possam gerir os projectos de forma mais eficaz e suficiente", sublinhou o Presidente.
João Lourenço prometeu facilitar o crédito à economia, de acordo com as necessidades dos agentes económicos, mas deixou o alerta: desde que seja para a diversificação económica, de forma a reduzir drasticamente as importações e para apostar nas exportações.


(Leia o artigo na integra na edição 441 o Expansão, de sexta-feira 29 de Setembro de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i