Director Carlos Rosado de Carvalho

Ramaphosa é o senhor que se segue na África do Sul

Ramaphosa é o senhor que se segue na África do Sul

Tido como um dos empresários mais ricos da África do Sul, o mais provável sucessor de Zuma nas eleições presidenciais de 2019 era o preferido dos empresários e industriais do país, que vêem no novo líder uma maior abertura ao desenvolvimento e ao crescimento económico.

A eleição do actual vice-presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, como líder do ANC, foi de encontro aos desejos dos investidores e já fez disparar a cotação do rand face ao dólar, atingindo os valores mais altos dos últimos seis meses.

Tido como um dos empresários mais ricos da África do Sul, o mais provável sucessor de Zuma nas eleições presidenciais de 2019 era o preferido dos empresários e industriais do país, que vêem no novo líder uma maior abertura ao desenvolvimento e ao crescimento económico.

De acordo com a AllianceBernstein LP and Credit Suisse Group AG, Cyril Ramaphosa terá como principais desafios dar a volta a uma economia em dificuldades, evitar mais descidas de "rating". "A eleição de Ramaphosa, por si só, é positiva. Mas a mistura de novos líderes no topo do ANC não é exactamente o que o mercado teria gostado. A vitória de Ramaphosa, talvez, garanta tempo à África do Sul para evitar novas descidas de "rating", mas é difícil ver como isso pode ser evitado por completo", admitiu Christian Diclementi, da AllianceBernstein, que supervisiona 535 mil milhões USD de activos, incluindo a dívida sul-africana.

*Com Lusa

(Leia o artigo na integra na edição 453 do Expansão, de sexta-feira 22 de Dezembro de 2017, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i