Director Carlos Rosado de Carvalho

Economia angolana à beira de ser considerada hiperinflacionária

Economia angolana à beira de ser considerada hiperinflacionária

Principais firmas internacionais de auditoria ponderam incluir Angola na lista dos países com hiperinflação com o argumento de que, nos últimos três anos, o País registou uma inflação acumulada próxima ou superior a 100%. Decisão agravaria dificuldades, especialmente ao nível na captação de investimento estrangeiro.

Angola corre o risco de se juntar à Venezuela, ao Sudão do Sul, ao Suriname e à Síria, um lote restrito de países classificados pelas firmas de auditoria como hiperinflacionários, pelo facto de exibirem taxas de inflação acumuladas nos últimos três anos próximas ou superiores a 100%, apurou o Expansão.
Entre Dezembro de 2014 e Dezembro de 2017, o Índice de Preços no Consumidor da Província de Luanda calculado pelo Instituto Nacional de Estatística, que serve de referência para a taxa de inflação em Angola, passou de 100 para 204,8. Feitas as contas, nos últimos três anos Angola registou uma inflação acumulada de 104,8%. A lista das economias hiperinflacionárias é liderada pela Venezuela com uma inflação acumulada de 5.649,9%, seguida do Sudão do Sul com 2.068,9% e do Suriname com 203,3%. Não estão disponíveis dados para a Síria.
A lista dos países inflacionários é uma decisão exclusivamente técnica tomada anualmente pelas seis principais empresas de auditoria a nível global: PwC, acrónimo inglês de PricewaterhouseCoopers, EY ou Ernst & Young, KPMG, Delloite, BDO e a Grant Thornton.
A elaboração da lista dos países hiperinflacionários está relacionada com a aplicação da IAS 29, acrónimo da Norma Internacional de Contabilidade n.º 29 que obriga as empresas que utilizam essas normas contabilísticas a procederem a ajustamentos nas suas contas quando operam em países com elevados níveis de inflação. O objectivo é tornar comparáveis as demonstrações financeiras de exercícios diferentes.


(Leia o artigo na integra na edição 462 do Expansão, de sexta-feira 02 de Março de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i