Director Carlos Rosado de Carvalho

Ecoturismo angolano procura investidores internacionais

Ecoturismo angolano procura investidores internacionais

Angola esteve presente na Bolsa Turismo de Lisboa (BTL 2018) para promover e angariar investidores para o Ecoturismo e Parques Nacionais.

Dar a conhecer o segredo mais bem guardado de Angola e captar investimento e investidores para o Ecoturismo e Parques Nacionais em Angola. Este foi o mote e objectivo da delegação do Ministério do Ambiente de Angola na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL 2018).
Com o Programa de Reabilitação dos Parques e Áreas de Conservação a estar dotado de um orçamento estimado em 150 milhões USD, Monteiro Lumbu, do Fundo Nacional do Ambiente e consultor da Ministra do Ambiente, revelou ao Expansão que "os Parques Nacionais têm um potencial turístico enorme e inexplorado", admitindo mesmo que "este é um sector virgem em Angola". Na opinião deste responsável, "se nós começarmos a olhar para o turismo interno, o alavancar da economia verde, que hoje se fala muito, dará muito ao País, não só na captação de recursos, como nos incentivos aos investidores estrangeiros que queiram apostar em Angola", refere Monteiro Lumbu.
Para Teresa Santos, Directora Adjunta da Unidade Técnica de Apoio ao Investimento Privado (UTAIP), extinta na semana passada, "Angola está estratificada em termos de parques, mas nenhum deles está a ser explorado sequer a 50%".

(Leia o artigo na integra na edição 465 do Expansão, de sexta-feira 23 de Março de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i