Director Carlos Rosado de Carvalho

Fitch melhora perspectiva de Angola com subida do petróleo e apoio do FMI

Fitch melhora perspectiva de Angola com subida  do petróleo e apoio do FMI

Ajustamentos monetários e fiscais em curso é considerado pela agência de notação financeira como o "desenvolvimento mais importante" preconizado pela nova governação.

A Fitch manteve o "rating" da dívida soberana de Angola no nível "B", abaixo da escala de investimento, ou "lixo", melhorando a perspectiva de "Negativa" para "Estável", face à subida da cotação do petróleo e apoio do FMI.
Na avaliação divulgada esta semana pela agência de notação financeira, esta melhoria na perspectiva sobre Angola, na notação do risco da dívida externa de longo prazo (Long Term Foreign-Currency Issuer Default Rating - IDR), "reflecte melhorias na gestão do regime cambial", bem como a adopção pelo Governo de "uma agenda de reformas ambiciosa". Incluindo ajustamentos monetários, fiscais e estruturais, "que irão diminuir a vulnerabilidade externa e melhorar as finanças públicas", lê-se no documento.
A "materialização" de um programa de assistência pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) sem envelope financeiro associado, que Angola já solicitou, servirá "como um factor positivo adicional", aponta a agência de rating.
A Fitch acrescenta que as perspectivas de recuperação económica de Angola "melhoraram significativamente" em consequência da subida do preço do petróleo, mas também com "os ajustamentos monetários e fiscais" em curso por parte do Governo liderado pelo Presidente João Lourenço.
O ajuste cambial iniciado pelo Banco Nacional de Angola (BNA) em Janeiro de 2018 - que já levou a uma desvalorização do kwanza face ao euro de quase 32%, com a taxa de câmbio formada a partir de leilões de divisas - é considerado pela Fitch como o "desenvolvimento mais importante" preconizado pela nova governação.
*com Lusa

(Leia o artigo na integra na edição 470 do Expansão, de sexta-feira 27 de Abril de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i