Director Carlos Rosado de Carvalho

Eurobonds angolanos com juros mais altos entre economias emergentes

Eurobonds angolanos com juros mais altos entre  economias emergentes
Foto: Lídia Onde

Ao emitir dívida com juros de 9,375%, Angola atingiu a taxa mais alta entre as economias emergentes, em sessões de emissão de dívida, este ano. Uma boa notícia para os investidores, mas má para o Governo, que esperava 7%.

Angola colocou no mercado, esta quarta-feira, 3 mil milhões USD em dívida pública, com taxas de juro de 9,375%, a 30 anos, e 8,25%, a 10 anos, acima dos 7% esperados pelo Governo, tornando-se nos eurobonds com os juros mais alto deste ano.
O maior volume de dívida, no montante de 1.750 milhões USD, foi emitido a 10 anos, com juros de 8,25%; a parcela menor, de 1.250 milhões USD, a 30 anos, foi emitida com juros de 9,375%.
Com os juros a ultrapassar os 9%, no caso da emissão a 30 anos, os eurobonds de Angola foram os mais "suculentos" para os investidores, graças, em parte, "às reformas do novo Presidente João Lourenço", que incluem a desvalorização do Kwanza, assinalou a Bloomberg, na quarta-feira. Mas aquilo que é uma boa notícia para os investidores, é má para o Governo que ficou com a dívida mais cara.
Os últimos títulos da dívida a atingirem juros tão altos foram os do Gana, em Outubro de 2015, que ultrapassaram os 10%, e os do Equador que foram emitidos, em Dezembro de 2016, com uma taxa de juro de 9,65. Já este ano, o Quénia colocou títulos da dívida a 8,25%. Os restantes países emergentes venderam eurobonds com juros inferiores a 8%, com os do Egipto (7,90%) e os do Equador (7.88%) a atingirem as taxas mais altas.

(Leia o artigo na integra na edição 471 do Expansão, de sexta-feira 04 de Maio de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i