Director Carlos Rosado de Carvalho

Gás vai destronar petróleo como líder do sector energético

Gás vai destronar petróleo como líder do sector energético

O petróleo tem sido encarado como o combustível dominante capaz de dar resposta às necessidades energéticas mundiais. Deverá atingir o pico no primeiro quarto deste século, sendo depois substituído por outras fontes de energia, revela o Centro de Estudos e Investigação Científica da Universidade Católica. O Expansão antecipa as conclusões do Relatório Energia em Angola, que vai ser apresentado no dia 5 de Junho.

O excesso verificado na oferta de petróleo resultou no excedente de stocks. Este excedente, que persistiu desde meados de 2014, viria a determinar uma forte queda dos preços do petróleo, que chegaram ao seu nível mais baixo nos últimos dez anos em Janeiro de 2016. Os principais agentes determinantes dessa situação foram o aumento da produção de petróleo do shale (xisto) nos Estados Unidos e a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).
O acordo celebrado em Novembro de 2016 entre membros e não-membros da OPEP, para equilibrar o mercado, visava retirar da produção, a partir de 1 Janeiro de 2017, a oferta de 1,8 MB/D (milhões de barris diários) durante um período de seis meses renováveis, com o objectivo de equilibrar os preços, que tinham descido vertiginosamente devido ao excesso de oferta teve de ser prolongado, mas conseguiu inverter a situação.
O Pré-Sal do Kwanza e o Gás Natural
O petróleo tem sido encarado como o combustível dominante capaz de dar resposta às necessidades energéticas mundiais. No entanto, é, hoje, internacionalmente aceite que o fornecimento de petróleo deverá atingir o pico máximo ainda no primeiro quarto deste século, período em que iniciará o seu real declínio.
A redução do fornecimento de petróleo será, assim, uma realidade, uma vez que estamos a lidar com enquadramentos geológicos cada vez mais complexos e, adicionalmente, com estruturas cada vez mais profundas.

(Leia o artigo na integra na edição 475 do Expansão, de sexta-feira 01 de Junho de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i