Director Carlos Rosado de Carvalho

Oposição unida contra gradualismo autárquico defendido pelo Governo

Oposição unida contra gradualismo autárquico defendido pelo Governo
Foto: César Magalhães

A oposição parlamentar emitiu, quarta-feira, uma declaração conjunta contra a intenção do Governo avançar de forma faseada para as autarquias locais.

Os quatros partidos na oposição chamaram a atenção para "os perigos da implementação do gradualismo geográfico" que não só "fere o estabelecido na Constituição", como também poderá agudizar as assimetrias municipais e regionais, conforme declaração lida pelo presidente da CASA-CE, Abel Chivukuvuku, na qualidade de porta-voz do grupo.
"As assimetrias são resultado da governação que o MPLA impôs ao País e aos angolanos nestes 42 anos. Foram as suas escolhas equivocadas que mergulharam o país nessas profundas assimetrias regionais", disse Chivukuvuku. Na declaração conjunta da UNITA, CASA-CE, PRS e FNLA, fala-se mesmo de manobras que visam vincar hegemonia política do MPLA.
"Os angolanos vêem-se embaraçados, embora não surpreendidos, por uma postura manobrista e exclusivista mais uma vez a ser protagonizada pelo MPLA, que através dos seus dirigentes, especialmente o Ministro da Administração do Território e Reforma do Estado, partiram para uma campanha desenfreada", criticaram.

(Leia o artigo na integra na edição 476 do Expansão, de sexta-feira 08 de Junho de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i