Director Carlos Rosado de Carvalho

Arábia Saudita considera inevitável subir oferta de crude

Arábia Saudita considera inevitável subir oferta de crude

O maior produtor mundial de crude terá sondado os seus parceiros com algumas ideias sobre como aumentar a oferta entre 500 mil a 1 milhão de barris por dia na segunda metade de 2018.

A Arábia Saudita continua a tentar resolver os diferendos que têm surgido ultimamente dentro da OPEP. A pouco mais de uma semana da reunião formal do cartel em Viena (considerada por muitos como crucial para o futuro próximo do mercado mundial de petróleo), o maior produtor mundial de crude terá alegadamente sondado os seus parceiros com algumas ideias sobre como aumentar a oferta na segunda metade de 2018. Relembre-se que a Arábia Saudita continua a enfrentar a forte oposição do Irão, da Venezuela e do Iraque e, ao mesmo tempo, a pressão dos EUA para aumentar a produção de crude.
Estas ideias incluem a possibilidade de subir a produção de petróleo entre 500 mil bpd e 1 milhão bpd até ao final do ano. Uma das propostas seria a de haver apenas uma subida de 500 mil bpd. Outra seria a de aumentar já a produção em 500 mil bpd e a de haver um aumento semelhante no quarto trimestre. O cenário de um aumento faseado da produção parece ser o mais consensual dado que iria atenuar o impacto de haver uma maior oferta no mercado. Por outro lado, há países que defendem a realização de uma reunião extraordinária em Setembro ou Outubro para monitorizar a situação do mercado e aí decidir os próximos passos. A reunião da próxima semana promete ser, por isso, difícil para todas as partes.

(Leia o artigo na integra na edição 477 do Expansão, de sexta-feira 15 de Junho de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i