Director Carlos Rosado de Carvalho

O que o Estado pode aprender com as startups

O que o Estado pode aprender com as startups

O Estado deve estar preparado para interagir com os cidadãos via mobile, garantindo acesso contínuo a aplicações e a informação, em qualquer lugar e em múltiplas plataformas e dispositivos. Esta mudança permitirá ao Estado estar mais próximo de quem deve servir, reduzindo as assimetrias regionais e tendo maior visibilidade das necessidades e prioridades dos cidadãos.

No rescaldo do ANGOTIC, se tivéssemos de resumir o fórum numa ideia seria que o digital veio para ficar. Outro dos pontos que retiro deste evento é o encontro, no mesmo espaço, de instituições de diversas naturezas, das quais destaco o Estado - pelo papel incontornável que tem na qualidade de vida dos cidadãos e na garantia de um ambiente de negócios apropriado para o desenvolvimento das empresas e atracção de investimento - e as startups, por encerrarem em si uma série de características das quais o Estado teria muito a beneficiar se as assimilasse.

As startups têm sabido navegar num mar de incerteza, transformando negócios, criando e reinventando produtos e serviços de forma inovadora, correspondendo às necessidades dos consumidores e originando níveis de disrupção sem precedentes em diversas indústrias. É o caso da Uber no sector dos transportes, da Airbnb no sector hoteleiro, da Revolut no sector financeiro e, mais perto de nós, da Tupuca na distribuição e da Soba e-Store no retalho.

Na base das suas estratégias e sucesso estão metodologias de trabalho que, não sendo exclusivas destas empresas, podem ser aplicadas em outras organizações e contextos, incluindo no Estado. Apesar da sua abrangência e dimensão, é possível dotar o Estado de metodologias de trabalho semelhantes às de uma startup, de modo a conferir-lhe maior agilidade e fomentar a criação de serviços e soluções mais orientados para as necessidades e expectativas dos cidadãos.

*Associate Partner da KPMG

(Leia o artigo na integra na edição 478 do Expansão, de sexta-feira 22 de Junho de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i