Director Carlos Rosado de Carvalho

Entrada de turistas em Angola caiu 34% no ano passado

Entrada de turistas em Angola caiu 34% no ano passado

A chegada de turistas às fronteiras do País registou uma quebra de 34%, no ano passado, depois de terem entrado menos 136,5 mil visitantes em relação aos 397,4 mil de 2016, revelam dados do Ministério do Turismo (MINTUR).

A crise financeira e as questões burocráticas que envolvem a emissão de vistos para Angola são as principais razões que motivaram a descida do número de visitantes que entraram no País em 2017 para cerca de 261 mil, segundo a presidente da Associação das Agências de Viagens e Operadores Turísticos, Catarina Oliveira.

Estes dois factores são mais evidentes nas duas principais razões que trazem visitantes ao País: o turismo de serviço e o turismo de negócios. O MINTUR revela que o turismo de serviço continua a ser o que mais traz visitantes a Angola, apesar da quebra de 37%, passando de 242 mil em 2016 para 153 mil no ano passado.

Já o turismo de negócios baixou 30% de 106,7 mil para 74 mil em 2017. No ano passado, os visitantes que se deslocaram a Angola para férias baixaram cerca de 31%, passando de 48,8 mil para 33,4 mil. Em 2017, foram registados ainda 622 visitantes em trânsito para outros países

(Leia o artigo na integra na edição 479 do Expansão, de sexta-feira 29 de Junho de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i