Endiama Mining muda sede da empresa para a Lunda Norte

Endiama Mining muda sede da empresa para a Lunda Norte
Foto: D.R.

A Endiama Mining, uma das empresas do Grupo Endiama, vai inaugurar a sua sede na Lunda Norte no final deste mês, uma medida que vai encerrar o processo de descentralização e transferência dos serviços desenvolvidos pela diamantífera.

A transferência da sede da Endiama Mining, de acordo com uma fonte do Expansão, visa aproximar a empresa das zonas de exploração e tornar o Grupo auto-suficiente na produção de diamantes. A empresa que agora começa operar na Lunda Norte vai controlar também as participações que o Grupo tem em todos os projectos mineiros.

Assim sendo, a Endiama Mining vai passar a controlar 17 participações em diferentes minas instaladas nas províncias da Lunda Norte e Sul. O processo de transferência vai envolver ainda a Fundação Brilhante, que também terá a sua sede na Lunda Norte.

Com a entrada em operações, quarenta anos depois da sua criação, a diamantífera angolana passa a ter a sua própria produção de diamantes, deixando de depender das participações em diferentes projectos.

De todas as participações, a maior quota está na mina do Uari Cambange, na Lunda Norte, seguindo-se Cassango, Xá-Muteba e Calonda, na Lunda Norte com 50% cada. Ainda detém participações nas minas de Luminas, na Lunda Norte, com 47% e desde o início do ano controla 41% da Sociedade Mineira de Catoca. A comissão de trabalho para a transferência foi constituída no início de Fevereiro e tratou dos procedimentos para que as duas instituições sejam deslocadas na data das comemorações do dia do mineiro que se assinala a 27 de Abril.

(Leia o artigo integral na edição 614 do Expansão, de sexta-feira, dia 5 de Março de 2021, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i