Director Carlos Rosado de Carvalho

Sete em cada dez empresas registadas no País não têm qualquer actividade

Sete em cada dez empresas registadas no País não têm qualquer actividade

Angola conta com 165.413 empresas registadas e, destas, apenas 49.376 estão em funcionamento, sendo 115.472 empresas "fantasmas", ou sem actividade. No final de 2017, a capital do País dominavaa actividade empresarial e a província do Bengo foi a que registou a maior taxa de mortalidade das empresas.

No final do passado, Angola tinha registadas 115.472 empresas "fantasmas" (GUE) que não iniciaram a actividade, representando um aumento de 11% face às 104.088 registada em 2016, revelam os dados do Anuário das Estatísticas das Empresas do Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

De acordo com documento, que avalia a série entre 2014-2017, divulgado esta semana, no final de 2017 o País contabilizava um total de 165.413 empresas, sendo que, a juntar às "fantasmas" estavam registadas 49.376 em actividade, um aumento de 7% 46.662 de 2016.

Destas, no ano passado, 565 tinham a actividade suspensa, menos uma que em 2016. As empresas ficam com actividade suspensa quando, segundo o documento do INE, "suspende temporariamente as suas actividades, originada por danos nas instalações ou a de suspensão por quaisquer outros motivos".

No ano passado houve uma subida de 20% nas empresas dissolvidas, representando um total de 1.917. De acordo com o Anuário, trata-se de dissolução, quando uma "empresa cessa definitivamente todas as actividades por falência, deliberação dos sócios ou por outros motivos". (...)


(Leia o artigo integral na edição 489 do Expansão, de sexta-feira 7 de Setembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i