Director Carlos Rosado de Carvalho

Dados actualizados colocam Angola no grupo de países com IDH médio desde 2013

Dados actualizados colocam Angola no grupo de países com IDH médio desde 2013
Foto: César Magalhães

Já se esperava que os dados do Censo de 2014 resultassem numa subida de patamar no Índice de Desenvolvimento Humano referente a 2017. A novidade é que os números revistos revelam que a subida ocorreu já em 2013.

A última actualização do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) coloca Angola no grupo de países de desenvolvimento humano médio já desde 2013, embora nos últimos relatórios o País ainda surgisse na categoria inferior, dos países de baixo desenvolvimento humano.

A mudança deve-se à actualização das contas do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), nomeadamente à introdução da esperança de vida revelada pelos dados definitivos do Censo 2014, divulgados pelo INE no final de 2016, e pelas projecções actualizadas em 2017.

No relatório de 2018, apresentado a 14 de Setembro, em Nova Iorque, apesar de ter descido da posição 145, em 2016, para a posição 147, em 2017, o índice do País registou, na prática, uma subida efectiva, passando de 0,577 para 0,581.

Foram também actualizados os índices dos anos anteriores, que são agora de 0,554 em 2013, 0,564 em 2014 e 0,572 em 2015, todos acima da fasquia de 0,550, valor que marca a divisão entre países de desenvolvimento humano baixo e médio. (...)


(Leia o artigo integral na edição 491 do Expansão, de sexta-feira 21 de Setembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Notícia relacionada:
A este ritmo a meta do Índice de Desenvolvimento Humano para 2025 só será atingida em 2033

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i