Director Carlos Rosado de Carvalho

Plano para criar um milhão de empregos e relançar a economia

Plano para criar um milhão de empregos e relançar a economia
Foto: D.R.

Sete meses após a tomada de posse de Cyril Ramaphosa, o país mais industrializado de África entrou em recessão. Para regressar ao crescimento económico, o presidente apresenta reformas e aposta no desenvolvimento do sector da agricultura. Vem aí também um fundo de 28 mil milhões USD para infra-estruturas.

O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, anunciou a criação de um programa de relançamento da economia que visa a criação de um milhão de postos de trabalho na agricultura, realocando o equivalente a 3,5 mil milhões USD do actual orçamento do Estado. A África do Sul vai ainda criar um fundo de investimento para o desenvolvimento de infra-estruturas, no valor de 28 mil milhões USD.

De acordo com o presidente daquele país, as novas reformas políticas visam reverter a estagnação actual da economia nacional, que entrou em recessão no segundo trimestre deste ano, pela primeira vez desde 2009.

O chefe de Estado defendeu que estas medidas "vão beneficiar as mulheres, os jovens e as pequenas e médias empresas", mas alertou que o "Governo não tem condições no actual ano fiscal para aumentar a despesa pública ou para contrair novos empréstimos". Por isso, vai "priorizar áreas do orçamento e da despesa" e rever a "prioridade dos gastos públicos para serem aplicados em actividades com maior impacto económico". (...)


(Leia o artigo integral na edição 492 do Expansão, de sexta-feira 28 de Setembro de 2018, em papel ou versão digital com pagamento em Kwanzas. Saiba mais aqui)

Partilhar no Facebook

Comentários

Destaques

ios Play Store Windows Store
 
×

Pesquise no i